segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010


Quem foram os Nazarenos?
by uriel Ben Levy

Nótzêr da beneficência com milhares; que perdoa a iniqüidade, a transgressão e o pecado; que de maneira alguma terá por inocente o culpado; que visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos e sobre os filhos dos filhos até a terceira e quarta geração. Shemot/Ex 30:4

Então brotará um Nêtzér do toco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará. Yeshayah/Is 11:1

E todos os do teu povo serão justos; para sempre herdarão a terra; serão Nêtzér por mim plantados, obra das minhas mãos, para que eu seja glorificado. Yeshayah/Is 60:21

Pois haverá um dia em que gritarão os Nótzêrim sobre o monte de Efraim: Levantai-vos, e subamos a Tziôn, ao YHWH nosso Élohím. Yirmeyahu/Jr 31:6

e foi habitar numa aldeia chamada Netzarét; para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado Nêtzér. Mattityah/Mt 2:23


Os Nazarenos foram uma “seita” judaica implantada proféticamente pelo haKadosh Yahushua haMashiach durante o período do segundo templo. Inicialmente este terno
“ Nazareno” remonta à pessoa do Rabbi Yahushua Ben David Ben Avraham da cidade de Nazaré, que foi denominado na Brit chadashah de “ O Nazareno”( ver Mt 2:23). Então todos os seguidores do Rabbi Yahushua foram conhecidos na antiguidade como “ Os Nazarenos”.
Fisoloficamente refere-se a todos os seguidores Israelitas e estrangeiros em Yahushua haMashiach e todos observadores da Torah. Nêtzer ou Nêtzerim não se aplica inicialmente aos moradores da aldeia de Nazaré, mas um grupo escatológico que acreditavam ser os eleitos de YHWH em seu filho Yahushua, para andar e proteger o caminho da verdade.
O termo “nazareno” vem da palavra hebraica “ NTZR” = “Nêtzér”, que quer dizer: ramo, broto, rebento, remanescente. Ainda relacionado a palavra “Nêtzér”, temos as mesmas consoantes, da mesma raíz, e que forma a palavra: “Nótzér”; e tem o significado de: observar, cuidar, guardar, proteger, preservar, seguir (mandamentos), manter em oculto. Encontramos 74 vezes no Tanakh as mesmas consoantes! , as vezes “Nêtzer, Nátzer, Nótzêr”, e na maioria das vezes está relacionado a YHWH como guardião e protetor da Torah e de seu povo Israel, também está relacionado com o Messias como guardião da verdade e da compaixão, e uma vez como Ramo e rebento da casa de David (que se repetirá em Mt 2:23), e uma vez referente aos remanescentes seguidores do Caminho de Yah, plantados por Yah! (que se repetirá em Atos 24:5 “os Nêtzerim”), e muitas vezes refere-se àqueles que observam e guardam o testemunho de Elohim e seus mandamentos e ainda aqueles que se mantém fiéis e firmes na Verdade da Torah, tem ainda os significados de: Guardião, Protetor, Atalaia, Seguidor, Mantenedor dos segredos. Este termo também refere-se ao futuro Teshuvah-retorno para YHWH que farão os da casa de Efrayim/as dez tribos perdidas da Casa de Israel depois de um longo período vivendo no gentilismo como se fossem gentios pagãos! Portanto a Casa de Efrayim é o filho pródigo que voltará e já está voltando para casa e para os braços do Pai YAH com grande júbilo e alegria! E também provocando ciúmes no seu irmão Judah por causa do seu retorno!

Vejamos outras definições:

O “pai da igreja” Jerónimo (século 4) descreve a estes nazarenos como:

“os que aceitam ao Messias de tal maneira que não cessam de observar a Torah (“lei”).” (Jerónimo; Sobre Isa. 8:14)

O Padre Epifanio (Século IV) também descreve os Nazarenos em sua antiga obra Panarion:

"Mas estes sectários... não se chamavam de cristãos - mas de 'nazarenos'... contudo, são simplesmente judeus completos... Eles não possuem diferentes idéias, mas confessam tudo exatamente como a Torá descreve e na forma judaica - exceto, porém, por sua crença no Messias. Pois eles reconhecem tanto a ressurreição dos mortos quanto a criação divina de todas as coisas, e declaram que Elohim é Um, e que o Seu Filho é Yahushua o Messias. Eles são bem treinados no hebraico. Pois dentre eles a Torá inteira, os Nevi'im (Profetas) e... os Ketuvim (Escritos)... são lidos em hebraico...Eles são diferentes dos judeus, e diferentes dos cristãos, apenas no seguinte: Eles discordam dos judeus porque chegaram à fé no Messias; mas eles ainda estão na Torá -- circuncisão, o Shabat, e o restante -- eles não estão de acordo com os cristãos... eles não são nada mais do que judeus... Eles possuem as Boas Novas de acordo com Matitiyahu completamente em hebraico... tal qual foram escritas originalmente." (Epifânio;Panarion.29).

O historiador Justo L. Gonzales diz em seu livro História do Cristianismo dos primeiros crentes: "... Não pensem que eles pertenceram a uma nova religião. Eles eram judeus, e a unica diferença que os separavam do restante, é que eles acreditavam que o Messias havia chegado, enquanto os demais judeus ainda aguardavam a vinda do Messias”.

O Nome Nazareno pode ser lidos em grego nestas formas : Nazoreo, Nadsoraios, Nadsarênos, que são transcrições do arameu Nasraya. Algumas vezes se confundiu o nome nazareno com o voto de nazireu(apesar que na antiga história os nazarenos são descritos com aqueles que também tomavam voto de nazireu).
Algumas igrejas orientais que não se ligaram a Igreja do império romano traçam suas origens e tradições com os antigos judeus nazarenos e ainda nos dias de hoje mantém alguns costumes preservados, como as comunidades Sirio malabar de tradição Nasranis na Índia, Birmânia e Nepal e ainda eles mantém a liturgia em lingua semita e conservam o novo testamento em arameu a quem chamam de Peshita, segundo dizem que receberam originalmente do apóstolo Tomé em caracteres aramaico.
O termo Nêtzerim se conservou no mundo semítico para designar os discípulos de Yahushua oriundos do judaísmo mais os prosélitos de outras nações. Enquanto que o termo “ Kristiano, ou Cristão” prevaleceu no mundo Greco-Romano e veio a designar uma nova religião criada e apoiada pelo império romano e separada dos nazarenos judeus, como bem disse o historiado da igreja Epifanio: “ eles (os nazarenos) não se chamavam de Cristãos...”.
Nos dias atuais esta distinção permanece entre Nazarenos e Cristãos, sendo os nazarenos uma “seita” judaica e os Cristãos uma religião do estado Romano(vaticano) ou protestante.

No Tanakh, apenas pouquíssimas vezes o termo refere-se de forma negativa a um *Ramo abominável que se levantaria na Babilônia (Is 14:19) que é uma profecia referente a Nabucodonosor(Nevukadnétzar, o falso netzer), seu nome pode ser traduzido como: O Guardião do vaso do transe! Que é o vaso que contém o vinho toxicante da magia, idolatria e luxúria dado aos povos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores